São Vicente

São Vicente
  • Fotografias
  • Localidades
O concelho de São Vicente situa-se na costa norte da ilha da Madeira e conta com cerca de 6000 habitantes distribuídos por uma área de 78,70 k.
São Vicente é uma região caraterizada pela natureza verde e floresta abundante, decalcada pelas forças vulcânicas e pela erosão nas suas bonitas encostas. Um dos símbolos mais representativos da pitoresca freguesia de São Vicente é a pequena capela construída dentro de uma rocha de basalto, na foz da ribeira que atravessa a vila.
 
As suas atividades económicas predominantes assentam nos setores primários e terciário, concretamente na agricultura e nos serviços, com realce para a atividade turística.
 
Tirando partido das caraterísticas geográficas do terreno, foi também construído um jardim com predominância das plantas endémicas, que apresenta uma série de percursos pedonais, conjugados harmoniosamente com cursos de água.
 
O Núcleo Museológico Rota da Cal, situado nesta freguesia, é composto por um trajeto pedestre que leva cerca de 30 minutos, desde as pedreiras de extração calcária até ao museu.
 
A partir do Miradouro da Encumeada, na Ribeira Brava, temos magníficas vistas panorâmicas da cordilheira que atravessa a Madeira e de várias zonas de São Vicente, nomeadamente da Floresta Laurissilva.

Na freguesia de São Vicente encontramos uma extensa área da Floresta Laurissilva. A importância da Laurissilva deve-se tanto pela sua representação em termos de diversidade de espécies de flora e fauna como do respetivo estado de conservação. A Floresta Laurissilva foi classificada como Património Natural da UNESCO em 1999.
 

Este município divide-se nas freguesias de Boaventura, Ponta Delgada e São Vicente.

São Vicente
A freguesia deve o seu nome possivelmente pelo facto de que os primeiros povoadores desta zona norte, ao descerem pela Encumeada e em direção ao vale de São Vicente, terem encontrado numerosos corvos a sobrevoar o vale e lembraram-se do mártir espanhol, chamado São Vicente, cujos restos mortais foram defendidos por uma daquelas aves. 

Nesta freguesia se situam as grutas e o centro de vulcanismo. As grutas vulcânicas permitem conhecer o interior da ilha e o processo de convulsão vulcânica que a originou.
 
No centro da vila está o Jardim Indígena, com uma área de 2 200 m², onde estão representadas dezenas de espécies da flora madeirense. Neste local acessível ao público crescem muitas das espécies da Laurissilva e algumas outras típicas das falésias da beira-mar.
 
Boaventura
A freguesia da Boaventura foi desmembrada da freguesia da Ponta Delgada no ano de 1836. Não se sabe ao certo a origem do seu nome, mas já desde meados do século XVI a Boaventura conserva este nome.
  
Esta freguesia situa-se num terreno montanhoso, considerado por muitos como um autêntico santuário da natureza. É conhecida por surpreendentes vales, rasgados por vários cursos de água, e tem sido procurada pelo sossego que proporciona. A sua economia é assente principalmente na agricultura, mas também no pequeno comércio, serviços e no turismo. 

A Boaventura conta com diversas "levadas", como a da Achada Grande, a Levada Grande, que estende a sua irrigação até Ponta Delgada, a das Faias, a da Achada dos Alves e Pastel, e a da Achada ou do Serrão. Todas estas "levadas" têm a sua origem na ribeira dos Moinhos. Aqui pode ainda observar estruturas basálticas com formas curiosas como a “chaminé” e a “Carapita”.
Ponta Delgada
A Ponta Delgada é freguesia desde o ano 1552. Tem uma área de 8,8 km², 

A origem do seu nome deve-se a ser uma «ponta de terra esguia, esvaindo-se mar dentro, que, pelo contraste ao lado, com desabidas penhas, ficou sendo a Ponta Delgada», segundo refere Gaspar Frutuoso no livro “Saudades da Terra”.
 
A sua economia baseia-se na agricultura, no pequeno comércio e serviços e ainda no turismo.

Nesta freguesia situa-se a Casa-Museu Dr. Horácio Bento de Gouveia. Nesta casa de arquitetura civil popular madeirense, datada dos séculos XVII e XVIII, nasceu Horácio Bento de Gouveia, professor, jornalista e escritor madeirense de uma vasta obra literária editada. Encontram-se aqui expostas uma variedade de peças antigas, bem como objetos ligados ao escritor ao longo da sua vida profissional.

No primeiro fim de semana de setembro é celebrado na Ponta Delgada um grande arraial em honra do Santíssimo Sacramento, mais conhecido pelo "Arraial do Bom Jesus". A este arraial acorrem romeiros de toda a ilha, com as famosas romarias à Ponta Delgada, uma das maiores e mais tradicionais da ilha da Madeira.
 
Aqui encontra-se o Complexo Balnear da Ponta Delgada, que oferece excelentes condições aos banhistas, com duas piscinas de água salgada, solários, bar, balneário e serviços de primeiros socorros.
Youtube Flicker RSS ISSUU
Europes Leading Island Destination - WTA Award Descubra Madeira Região Autónoma da Madeira SRTC