Churchill na Madeira

O primeiro-ministro inglês e Prémio Nobel da Literatura, Sir Winston Churchill, passou férias na Madeira em janeiro de 1950?
 
Winston Churchill, o célebre primeiro-ministro britânico da 2.ª Guerra Mundial, passou 12 dias de férias na Madeira, em janeiro de 1950, e deixou marcas profundas no turismo da região.
O Reid's Palace Hotel endereçou o convite no verão de 1949, para assinalar a sua reabertura após a 2.ª Guerra Mundial e Winston Churchill chegou à ilha no dia 1 de janeiro de 1950, a bordo do navio Durban Castle. Vinha acompanhado da esposa, da filha mais velha, de duas secretárias, um criado pessoal, um guarda-costas e ainda do coronel Frederick Deakin, que o assessorava na escrita das memórias.
No dia 8 de janeiro de 1950 deslocou-se a Câmara de Lobos, sete quilómetros a oeste do Funchal, num automóvel Rolls Royce da família Leacock. Num recanto, à entrada da vila, montou o cavalete e a tela, sentou-se e pintou a baía e o ilhéu. O fotógrafo Raul Perestrelo imortalizou o momento e, atualmente, o local é designado por Miradouro Winston Churchill.
Este ilustre visitante deveria permanecer na Madeira até 16 de janeiro de 1950, mas alterou o seu regresso para o dia 12, por causa da antecipação das eleições gerais em Inglaterra para fevereiro desse ano. Deixou a ilha a bordo de um hidroavião da companhia inglesa Aquila Airways, tendo a esposa e a filha regressado na data inicialmente prevista.
 
Youtube Flicker RSS ISSUU
Europes Leading Island Destination - WTA Award Descubra Madeira Região Autónoma da Madeira SRTC