Museu Quinta das Cruzes


  • Museu Quinta das Cruzes
  • Museu Quinta das Cruzes
  • Museu Quinta das Cruzes
  • Fotografias
  • Localidades
Mobiliário português e estrangeiro, peças de ourivesaria, joalharia, cerâmica e escultura constam do rico acervo museológico desta Quinta madeirense.
 
A Quinta das Cruzes é uma das quintas com maior tradição histórica do Funchal, ligada à família dos primeiros capitães donatários, uma vez que foi nestas imediações que a mesma estabeleceu a sua segunda residência. Permaneceu na família Câmara até meados do século XVII, transitando para a família Lomelino até finais do século XIX.
Esta propriedade sofreu várias alterações ao longo dos séculos transformando-se, a partir do século XVIII, numa emblemática "Quinta Madeirense".

O Museu da Quinta das Cruzes abriu ao público em 1953, reunindo a coleção inicial de artes decorativas de César Filipe Gomes, um colecionador madeirense.
É composto pela antiga residência dos Morgados das Cruzes, pela Capela de Nossa Senhora da Piedade e por um belíssimo jardim que inclui o Orquidário e o Parque Arqueológico (construído a partir de elementos arquitetónicos provenientes de demolições de vários edifícios).

Podemos encontrar neste museu vários objetos de arte, mobiliário português e estrangeiro, na sua maioria inglês, bem como diversas peças de ourivesaria, joalharia, cerâmica e escultura.

Entre as várias peças de mobiliário expostas neste espaço destaca-se a coleção de influência inglesa “Chippendale”, Hepplewhite e Sheraton, bem como um conjunto de peças de mobiliário português do século XVII, também conhecido pela designação “caixa de açúcar”, elaborado a partir de madeiras exóticas importadas sobretudo do Brasil, no período áureo da economia da ilha, resultante da produção açucareira madeirense.

O segundo núcleo, de porcelanas, subdivide-se em porcelana europeia e oriental. Na porcelana europeia saliente-se as peças de Meissen, Saxe, Limoges, Bristol, Davenport e Vista Alegre. Na porcelana oriental são de referenciar, especialmente, as peças chinesas de encomenda, ditas "da Companhia das Índias", da dinastia Qing.

No conjunto, poderá contemplar ainda uma coleção de obras de arte indo-portuguesas e mais genericamente luso-orientais com exemplares de Goa de meados do século XVII e XVIII ou um contador Namban, japonês, de finais do século XVI.

Na escultura, o destaque deve dar-se ao conjunto de figuras de presépio de barro produzidas em Portugal, sobretudo no século XVIII, com relevo para algumas de provável produção local na mesma época. De referir ainda o retábulo flamengo de Bruxelas dos finais do século XV.
Colecções
Mobiliário Português e Estrangeiro, Peças de Ourivesaria, Joalharia, Cerâmica e Escultura

Museu Quinta das Cruzes

Museu Quinta das Cruzes
Horário de Funcionamento:
Terça- feira a Domingo: 10:00 – 12:30 e das 14:00 – 17:30

Interrupção:
Encerra às Segundas-feiras e dias feriados
Preço: Pago
Contatos
Calçada do Pico 1, 9000-206 Funchal
+351 291 740 670
Check the time tables
HORÁRIOS DO FUNCHAL
Carreira de Autocarros - Linha Eco, 50
Visitar Website Oficial Adicionar À sua viagem Voltar
Partilhar
Youtube Flicker RSS ISSUU
World´s Leading Island Destination 2018 - WTA Award Descubra Madeira Região Autónoma da Madeira SRTC