COVID SAFE TOURISM

COVID SAFE TOURISM
  • Fotografias
  • Video

A Região Autónoma da Madeira (RAM) foi pioneira, em Portugal, na criação de um documento de Boas-práticas - COVID SAFE TOURISM, resultante do envolvimento de todo o sector turístico. A opção pela Certificação do Destino em matéria de segurança sanitária reforça o posicionamento assumido perante todos aqueles que pretendem visitar as ilhas, da Madeira e/ou Porto Santo.

Consolidando o trabalho realizado, o Governo Regional da Madeira (GRM) optou pela realização de testes, a todos os viajantes, à chegada à RAM.

Esta medida permite que todos os visitantes possam ter a certeza de que, para além de encontrarem uma população sem a presença do vírus, todos os que entraram foram devidamente analisadas, promovendo-se, dessa forma, um ambiente de elevada segurança e gerador de expressivos níveis de confiança.

 

Para que não resulte qualquer sobrecusto aos visitantes, o GRM decidiu assumir a totalidade dos encargos referentes à realização dos testes à chegada à RAM que podem, no entanto, ser evitados caso o passageiro opte por apresentar um teste PCR com resultado negativo, realizado nas últimas 72 horas prévias ao embarque.

 

Todo o processo de realização dos teste à chegada à Região Autónoma da Madeira está a ser levado a cabo pela Autoridade Regional de Saúde, contando com a colaboração da ANA - Aeroportos de Portugal, e procura a maior celeridade e o menor incómodo para os viajantes. 

 

A evolução epidemiológica inerente à temática SARS-CoV-2 e COVID-19 foi tida em conta no desenvolvimento do plano de reabertura definido para a Região Autónoma da Madeira e continua a sê-lo.

 

Todos os passageiros que, ao desembarcar nos aeroportos e portos da Região Autónoma da Madeira de qualquer território exterior à RAM, sejam portadores de teste PCR negativo à COVID-19, efetuado nas 72h prévias ao embarque, em laboratórios certificados pelas autoridades nacionais ou internacionais, podem seguir para o seu destino. 

Por seu lado, os passageiros que não tenham realizado teste PCR na origem, fá-lo-ão à chegada ao aeroporto, seguindo depois para o seu destino, devendo garantir o integral cumprimento da vigilância e auto reporte de sintomas e das medidas de prevenção da COVID-19, até à obtenção de resultado negativo do referido teste.

 

Os viajantes devem proceder ao agendamento para a realização do teste PCR de despiste da infeção por SARS-CoV-2, através da inscrição no sítio www.madeirasafe.com ou junto da Unidade de Emergência e Saúde Pública, com a antecedência mínima de 4 dias (96 horas), através do seguinte e-mail: saudepublica.drs@madeira.gov.pt.
A realização do teste PCR de despiste da infeção por SARS-CoV-2 não comporta quaisquer encargos para o viajante.

 

Importa referir que, face à evolução epidemiológica, a circulação entre as ilhas, Madeira e Porto Santo, atualmente é objeto de controlo, pelo que, os passageiros que desembarquem no Aeroporto do Porto Santo, em voo com origem no Aeroporto da Madeira, ou vice-versa, devem ser portadores de teste TRAg, para SARS-CoV-2, com resultado negativo, realizado no período máximo de 48 horas anteriores ao embarque, ou se estiverem na posse de teste PCR de despiste da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo, realizado no período máximo de 72 horas anteriores ao embarque.

 

É igualmente determinado que os passageiros que embarquem no Porto do Funchal, com destino à Ilha do Porto Santo, ou vice-versa, serem portadores do teste TRAg, para SARS-CoV-2, com resultado negativo, realizado no período máximo de 48 horas anteriores ao desembarque, ou se estiverem na posse de teste PCR de despiste da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo, realizado no período máximo de 72 horas anteriores ao desembarque.

 

O teste TRAg, para SARS-CoV-2, acima referido, poderá ser realizado nas farmácias, laboratórios, clínicas e postos aderentes à campanha de testagem massiva do Governo Regional, não comportando quaisquer encargos para os viajantes, conforme informação constante da Resolução n.º 778/2021.

 

Recomendar a todos os viajantes que desembarquem no arquipélago da Madeira e aos que viajem inter-ilhas (Madeira e Porto Santo), quer por via aérea, quer por via marítima, a inscrição no sítio www.madeirasafe.com.

 

O teste TRAg, para SARS-CoV-2 poderá ser realizado nas farmácias, laboratórios, clínicas e postos aderentes à campanha de testagem massiva do Governo Regional, não comportando quaisquer encargos para os viajantes, conforme informação constante da Resolução n.º 694/2021.



O estabelecido no parágrafo anterior comporta as seguintes exceções:

a) Crianças até aos onze anos de idade;
b) Viajantes que estejam munidos de documento médico, emitido nos últimos 180 dias, que certifique estarem recuperados da doença COVID-19, ou de documento que ateste terem sido vacinados contra a COVID-19.

 

O Governo Regional da Madeira, através da Secretaria Regional de Turismo e Cultura, e a Associação de Promoção da Madeira trabalham em sintonia na afirmação das parcerias com todos os stakeholders e é nosso desejo continuar a contar convosco mantendo sempre um canal direto e aberto na partilha de conhecimento e experiência, afirmando a disponibilidade permanente das nossas equipas.

Youtube Flicker RSS ISSUU
Madeira. Tão Tua World´s Leading Island Destination 2020 - WTA Award SRTC Região Autónoma da Madeira