Museu de Arte Contemporânea muda para a Calheta

Museu de Arte Contemporânea muda para a Calheta
O acervo museológico e artístico do Museu de Arte Contemporânea da Madeira, em exposição na Fortaleza de São Tiago, passa a ocupar o moderno edifício do Centro Cultural da Casa das Mudas, no concelho da Calheta, a partir de 8 de outubro, passando a designar-se - MUDAS - Museu de Arte Contemporânea da Madeira.
Este projeto visa potenciar a visibilidade do espólio de arte contemporânea da Região Autónoma da Madeira, num total de 400 peças, desde a década de 1960 até a atualidade.
Neste núcleo composto por obras da autoria de vários artistas plásticos nacionais de renome, encontram-se representados no seu espólio vários artistas plásticos portugueses, incluindo alguns nascidos na Ilha da Madeira: Lourdes Castro, Maria Helena Vieira da Silva, Fernando Calhau, António Palolo, Rui Sanches, João Queiroz, Michael Biberstein, Patrícia Garrido, Martha Telles, Pedro Cabrita Reis, Ana Vidigal, Gäetan, Eduardo Batarda, Daniel Blaufuks, Bárbara Assis Pacheco, Miguel Branco, Pedro Calapez, Pedro Casqueiro, Rui Chafes, Pedro Portugal, José Pedro Croft, Ilda David, Jorge Molder, José Loureiro, Álvaro Lapa, Ana Hatherly, João Vilhena, entre muitos outros.

O edifício do Centro das Artes Casa das Mudas premiado internacionalmente, é um projeto da autoria do arquiteto madeirense Paulo David, inaugurado em outubro de 2004, está edificado na antiga propriedade da solarenga Casa das Mudas, com origens no século XVI.
Voltar
Partilhar
Youtube Flicker RSS ISSUU
Madeira. Tão Tua World´s Leading Island Destination 2020 - WTA Award SRTC Região Autónoma da Madeira