RESTAURO DOS TETOS MUDÉJARES DA CATEDRAL DO FUNCHAL

RESTAURO DOS TETOS MUDÉJARES DA CATEDRAL DO FUNCHAL
A Catedral do Funchal, considerada uma das joias arquitetónicas da arte Manuelina a nível nacional, foi recentemente alvo de um projeto de intervenção de conservação e restauro dos tetos mudéjares, das naves e transeptos. Obra da responsabilidade da Secretaria Regional de Turismo e Cultura, em parceria com a Direção Regional da Cultura.
Esta intervenção visou, desta forma,  preservar a integridade e a autenticidade desta magnífica obra de arte e um dos ex-libris do património cultural da região, cujos trabalhos de recuperação tiveram em conta, o respeito integral pelos materiais e técnicas originais, bem como a utilização de materiais harmonizáveis com a sua traçada arquitetónica original. Uma empreitada da responsabilidade da empresa/atelier -  SAMTHIAGO®.
 
O teto mudéjar da Sé do Funchal, obra da autoria do “Mestre de obras” - Pêro Anes, conta com uma área de mais de 1.500 m2, considerada a maior obra do género em território nacional e talvez na Europa, e uma das mais complexas armações de carpintaria de alfarge, construída em madeira de cedro insular (juniperus maderensis).
 
Classificada como Monumento Nacional desde 1910, a Catedral do Funchal é considerado o principal templo religioso do Arquipélago, mandado construir por ordem de D. Manuel I. A sua construção iniciou-se em 1493 com supervisão do Pedreiro-mestre  Gil Enes, oficialmente terminada em 1514, foi ainda objeto de últimos retoques e consagrada em 1517. O edifício é considerado um dos poucos que sobreviveu intacto desde os tempos do povoamento. 
 
Voltar
Partilhar
Youtube Flicker RSS ISSUU
Madeira. Tão Tua World´s Leading Island Destination 2020 - WTA Award SRTC Região Autónoma da Madeira